PACOTE BARATO |

PB

Cachoeira Santa Bárbara: a mais bonita e mais cara (+ de R$200)

quando ir a Chapada dos Veadeiros
continua depois do anúncio

Você conhece a Cachoeira Santa Bárbara? Para os amantes do ecoturismo, a Chapada dos Veadeiros, em Goiás, é um dos locais indispensáveis para um roteiro de viagens.

A Chapada dos Veadeiros é repleta de águas cristalinas, cachoeiras, cânions, vegetação deslumbrante do Cerrado, trilhas históricas e um povo hospitaleiro.

A UNESCO declarou em 2001 a Chapada dos Veadeiros como Patrimônio Natural da Humanidade. Pois, localizado no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, ele preserva a fauna, flora e histórica local.

Portanto, conheça mais e informações pertinentes sobre a cidade de Cavalcante e sobre a cachoeira de Santa Bárbara. Assim, você, com certeza, irá adicionar esse destino em sua próxima viagem!

Como chegar a Cavalcante na Chapada dos Veadeiros

Cavalcante é o destino ideal para o viajante que quer explorar e aproveitar as cachoeiras da região. Dessa forma, essa cidade está ao norte da Chapada dos Veadeiros e é a mais afastada do local.

Fora o Parque Nacional, a Chapada dos Veadeiros, também, abrange oito municípios do interior de Goiás. Dentre eles, está a cidade de Cavalcante e a sua belíssima Cachoeira Santa Bárbara, que possui quedas d’água espetaculares.

Mesmo que ela não possua acesso direto, o que a faz deixar de ser visitada pelos turistas, ela abrange cerca de 60% do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. No entanto, todo o esforço que o turista faz para chegar até esse cidade é recompensado.

A cerca de 500 km de Goiânia, e 320 km de Brasília, para chegar até a Chapada dos Veadeiros, é mais indicado ir até o Aeroporto Internacional de Brasília. Afinal, não há nenhum aeroporto nessa região.

Dessa forma, ao desembarcar nesse aeroporto, você precisará ir de carro até a cidade de Alto Paraíso, em Goiás. Essa cidade é uma parada obrigatória, pois depois você precisará andar mais 90 km até Cavalcante.

No entanto, indica-se um carro alugado ou carro próprio principalmente para poder se deslocar entre as cachoeiras e até a cidade de Cavalcante. Pois, não há opção de ônibus para Cavalcante, a cidade da Cachoeira de Santa Bárbara.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

O trajeto é tranquilo e feito por meio da rodovia BR-010 que é completamente asfaltada e apresenta uma paisagem belíssima. 

No entanto, durante esse trajeto longo de carro, você pode aproveitar outra maravilha natural da Chapada dos Veadeiros.

Na cidade de Teresina de Goiás, há a Cachoeira Poço Encantado, uma parada obrigatória entre as cidades de Alto Paraíso e Cavalcante.

Essa cachoeira de 38 metros de altura e 50 de diâmetro localiza-se ao redor de areia branca que dá a impressão de uma praia. Por isso, o local é conhecido como Prainha do Cerrado.

A entrada para a cachoeira é de R$40, mas se você se hospedar na propriedade privada em que ela se localiza, você não pagará e pode ser uma boa opção para sair cedo no outro dia para visitar a Cachoeira Santa Bárbara.

Portanto, aproveite para descansar ao longo do caminho para a cidade de Cavalcante e a Cachoeira Santa Bárbara. Não deixe de conhecer e aproveitar a Cachoeira Poço Encantado!

Você pode gostar: Cachoeiras na Chapada dos Veadeiros: veja as 10 mais famosas da região

Como chegar à Santa Bárbara: trajeto de carro longo

Para chegar à Santa Bárbara, faz-se o mesmo caminho que para a cidade de Cavalcante, e primeiro é necessário passar pela cidade de Alto Paraíso.

Para ver as melhores opções de hospedagem na Chapada dos Veadeiros veja nosso artigo.

A melhor opção é se hospedar na cidade de Alto Paraíso nos primeiros dias e depois se hospedar pelo menos uma noite em Cavalcante ou em Teresina do Goiás para sair cedo para conhecer a Cachoeira Santa Bárbara.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Ou seja, você precisará ir até o Aeroporto de Brasília e de lá se locomover de carro até a cidade de Alto Paraíso, e depois para Cavalcante, e, respectivamente, chegar à Santa Bárbara após 30 km em estrada de terra, um longo trajeto. Veja o caminho de Cavalcante para Santa Bárbara abaixo.

Comunidade Kalunga Engenho II

Além das irrevogáveis belezas naturais, a cidade de Cavalcante também apresenta uma riquíssima cultura e história. Assim, os kalungas são uma comunidade quilombola que possui mais de 300 anos e é a maior do Brasil.

Comunidade Kalunga Engenho II
(fonte: WikiMedia)

Os descendentes dos negros escravos que vieram para o interior para fugir da escravidão que criaram os quilombos. Desse modo, eles viviam em isolamento de forma que construíram e mantiveram suas proporias identidades e cultura.

Hoje, essa comunidade tem mais de 5500 pessoas em seu território e mantêm os aspectos culturais por passarem de geração em geração.

Também, a ONU reconheceu essa comunidade como o primeiro território e área conservada por comunidades indígenas e locais do Brasil.

Portanto, muitas cachoeiras estão na área de proteção ambiental da Comunidade Kalunga a cachoeira de Santa Bárbara é uma delas.

A trilha para a Cachoeira Santa Bárbara

A trilha para a Cachoeira Santa Bárbara é um percurso de aproximadamente 1,5 km saindo da Comunidade Kalunga. Dessa forma, você precisará contratar um guia de turismo obrigatório para levar você e seu grupo de até 5 pessoas até a cachoeira.

trilha para a Cachoeira Santa Bárbara
Trilha tranquila para a Cachoeira Santa Bárbara (fonte: Flickr / Talita Ribeiro)

O percurso dura em torno de 25 minutos da comunidade até a cachoeira, os quais você deverá andar embaixo do sol e por entre rochas. Por isso, não se esqueça de passar protetor solar e repelente contra insetos. 

Além disso, esteja com roupas confortáveis e leves, além de boné, tênis e óculos escuros. Pois, as rochas podem estar molhadas e o tênis dará mais segurança para caminhar e não escorregar nelas.

Da Comunidade Kalunga até o início da trilha para a Cachoeira Santa Bárbara, o turista precisa pegar um translado oferecido no local.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Tempo máximo permitido e limite de acesso de pessoas

A Cachoeira Santa Bárbara apresenta tanto um tempo máximo permitido, além de um limite diário de acesso de pessoas. Isso acontece, pois, o IBAMA impôs essa medida para manter a preservação da cachoeira.

Cachoeira Santa Bárbara limite de pessoas
Limite de 50 pessoas por vez e 300 pessoas por dia (foto: Flickr / Cecilia Heinen)

Portanto, o turista só pode ficar até, no máximo, uma hora nessa cachoeira. Além disso, o máximo de turistas é de 300 pessoas por dia e o número de visitantes por grupo é de 50 pessoas.

Com isso, recomenda-se comprar o ingresso com muita antecedência para garantir a sua visita. Mas, também, o visitante precisa estar ciente que 50 pessoas por grupo é um grande número para a pequena cachoeira.

Leia: Cachoeira do Abismo na Chapada dos Veadeiros (sem guia)

O translado que leva da Comunidade Kalunga até a Cachoeira Santa Bárbara, além de ser pago, possui filas.

Assim, o turista precisa aguardar o outro grupo retornar para poder ir à cachoeira. Por isso, nossa dica é chegue cedo e evite filas!

Qual a melhor época para visitar a Cachoeira Santa Bárbara?

A Cachoeira Santa Bárbara fica aberta o ano todo, desse modo não há restrições em relação a quando visitá-la. No entanto, mesmo que em todo o ano o sol aparece na região, a melhor época para visitar a cachoeira é na seca.

cachoeira santa barbara na chapada dos veadeiros
Belo poço da Cachoeira Santa Bárbara com águas transparentes (foto: Flickr / Wendel Brito)

Dessa forma, recomenda-se que você escolha entre os meses de maio a outubro. E isso para fugir da época chuvosa em que você não poderá aproveitar tanto o local. Afinal, em períodos de chuva a cachoeira pode ser fechada por medida de segurança.

Também, recomenda-se que você não visite o local em alta temporada, como férias ou datas comemorativas. Mas, qual seja a época que você escolher, sempre compre seu ingresso antecipadamente pela internet.

Qual o melhor horário?

O primeiro horário de visitação da Cachoeira de Santa Bárbara é a partir das 7 horas. Além disso, o último horário possível para a visita é às 15h. E isso todos os dias da semana.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

No entanto, é altamente recomendável que você chegue cedo ao local, pois o número de pessoas é limitado. Ou seja, apenas 300 pessoas podem visitar a cachoeira por dia.

Dessa forma, o melhor horário para visitar é entre ás 9h até às 11h. Mas, das 11h até às 14h proporciona uma vista esplêndida. E isso ocorre, pois, é o momento em que o sol reflete na água do poço e intensifica suas cores. 

Após às 13h, é mais arriscado ir por conta do limite diário de turistas e também porque o último horário é às 15h. Também, opte por visitar durante ao semana, pois sempre aos finais de semana o movimento é bem maior.

Preço para a Cachoeira Santa Bárbara: guia obrigatório

O site da Comunidade Kalunga é sempre atualizado em relação aos valores dos passeios. Dessa forma, de acordo com o site, o valor unitário para visitar a Cachoeira Santa Bárbara é de R$119,00. 

No entanto, há alguns pacotes para conhecer as cachoeiras de Santa Bárbara, Candarú e Capivara por R$219,00 por pessoa. E esse pacote compensa, afinal você visitará 3 cachoeiras por um preço mais em conta.

Para acessar os atrativos da Comunidade Kalunga, como as cachoeiras, você precisará, obrigatoriamente, contratar um guia turístico. Esse guia irá acompanhar os visitantes para questões culturais e de segurança. 

pacotebarato.com.br/cachoeira-almecegas-1-2-1000/(abrir em uma nova aba)

Assim, recomenda-se que você contrate um profissional associado à Guia Kalunga – Associação de Guias do Quilombo Kalunga. A diária dos guias Kalunga é de R$220,00 por voucher e pode ser dividido por até 5 visitantes.

Uma dica é que você leve dinheiro em espécie. Afinal, os guias turísticos não aceitam cartões e muitos locais de alimentação também só aceitam dinheiro.

Se estiver procurando por cachoeiras na Chapada dos Veadeiros que não precisam de guia e com preço mais em conta, você pode conhecer as Cachoeiras Almécegas 1 e 2 e o Vale da Lua.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Leia: Cachoeira do Segredo: 100 m de altura com acesso ruim de terra

Onde se hospedar para conhecer a Cachoeira Santa Bárbara

Para conhecer a Cachoeira Santa Bárbara, há duas melhores opções de hospedagem mais perto da cachoeira e duas mais distantes.

A primeira e mais perto é na própria Comunidade Kalunga, essa a melhor forma de conhecer a comunidade e toda a sua cultura. Além de conhecer as trilhas e cachoeiras.

Na comunidade, a mais próxima da Cachoeira Santa Bárbara é o Espaço Santa Bárbara. Essa que apresenta diversas opções de casa para temporada, com quartos privativos ou compartilhados. Além de uma grande área para camping.

A próxima opção de hospedagem próxima é a cidade de Cavalcante. Essa cidade possui as melhores opções de hotel e de pousadas e fica mais próxima da cachoeira.

Com isso, a diária pode englobar a hospedagem e uma refeição, como café da manhã. Afinal, na cidade de Cavalcante há mais opções de alimentação do que na comunidade Kalunga.

As outras opções mais distantes são as hospedagens na cidade de Teresina de Goiás, próximo da cachoeira, mas nem tanto. Você pode se hospedar na propriedade da Cachoeira Poço Encantando para economizar na entrada do local e sair bem cedo para conhecer a Cachoeira Santa Bárbara.

e na cidade de Alto Paraíso de Goiás, mais distante. Veja nossa lista de hospedagens na Chapada dos Veadeiros.

Caso opte por se hospedar nas cidades de Alto Paraíso ou Teresina de Goiás, programe-se para sair cedo para a cachoeira para não chegar no local e não haver mais disponibilidade de ingresso ou reserve online com antecedência.

Lembre-se também que a estrada de 30 km que leva até a comunidade Kalunga pode não estar em boas condições e o trajeto pode levar mais tempo do que o normal.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Onde comer próximo à cachoeira

Depois de muita aventura pela Cachoeira Santa Bárbara, é necessário cuidado com a alimentação. Assim, você não precisa retornar para a cidade de Cavalcante para almoçar. Pois, o mais recomendado é que você almoce na Comunidade Kalunga. 

Além de ser o local mais próximo à cachoeira, o almoço na Comunidade Kalunga apresenta uma alimentação balanceada, com alimentos orgânicos.

Além disso, há opções vegetarianas e veganas para aqueles que não comem carne. Assim como diversas opções de carnes e frutas.

Ou seja, é uma grande experiência gastronômica com comidas típicas feitas em um fogão a lenha. E tudo isso por, em média, R$30 o prato.

Outras cachoeiras nos arredores

A visitação na Cachoeira Santa Bárbara é de apenas uma hora. Portanto, em um dia você conseguirá visitar mais outras duas cachoeiras nos arredores. Para isso, você só precisa começar os seus passeios bem cedo.

Cachoeira Santa Barbarinha

A Cachoeira da Santa Barbarinha é a próxima queda depois da grande queda da Santa Bárbara. Tem águas cristalinas assim como a maior.

Cachoeira da Santa Barbarinha
Pequeno poço da Cachoeira da Santa Barbarinha (foto: WikiMedia)

Cachoeira Candarú

A Cachoeira Candarú não recebe muitas visitas, mesmo fazendo parte da mesma rota que a Cachoeira Santa Bárbara. Isso acontece por seu acesso ser um pouco mais difícil, pois, a sua trilha é pedregosa e de 2,5 km.

Você pode gostar: Cachoeira Loquinhas: 3 trilhas com 18 poços em Alto Paraíso

No entanto, tudo compensa pela linda queda d’água de 70 metros que deságua em um poço de águas verdes e cristalinas.

Cachoeira Capivara

Outra opção é a Cachoeira Capivara. Essa cachoeira de 40 metros de altura se localiza a menos de 1 km da Comunidade Kalunga.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Assim, mesmo que a trilha para a Cachoeira da Capivara seja a menor das três opções, ela é a mais difícil.

Cachoeira da Capivara na Comunidade Kalunga
Cachoeira da Capivara (foto: WikiMedia)

Afinal, isso ocorre porque é a pessoa precisa descer e subir em um caminho irregular e pedregoso. Mas, ao finalizar a trilha, a recompensa é um poço enorme e duas quedas d’água lindíssimas e imponentes. 

Além disso, sua vista dá para o cânion, mas você precisa ter cuidado ao nadar em seu poço por conta das correntezas.

Quanto tempo pode ficar na Cachoeira Santa Bárbara?

Infelizmente, por uma recomendação do IBAMA pelo grande número de turistas, o tempo de permanência na Cachoeira Santa Bárbara é de apenas uma hora. É pouco tempo, por isso aproveite o máximo essa experiência inigualável.

Santa Bárbara é a melhor cachoeira da Chapada dos Veadeiros?

Na cidade de Cavalcante é possível conhecer a cultura e história da Comunidade Kalunga, assim como a Cachoeira de Santa Bárbara. Essa é uma das grandes atrações da Chapada dos Veadeiros por conta da imensa beleza de suas águas que se assemelham ao Caribe.

Cachoeira Santa Bárbara vale a pena?
A Cachoeira Santa Bárbara rende boas fotos (foto: Flickr / Trilhando Montanhas)

Para isso, você pode se hospedar na comunidade quilombola ou na própria cidade, sendo ambos os destinos completamente tranquilos. E tudo isso para aproveitar uma das cachoeiras mais bonitas do Brasil.

Assim, a Cachoeira Santa Bárbara oferece uma paisagem deslumbrante, além de muita tranquilidade e descanso para seus turistas. Esses que podem relaxar no lago azul turquesa e observando a queda d’água.

No entanto, umas das grandes reclamações dos turistas é o preço para visitar a cachoeira. Considerado por muitos abusivo por conta do tempo e quantidade de pessoas, o valor do ingresso minimiza a experiência do cliente.

Portanto, Santa Bárbara é a melhor cachoeira da Chapada dos Veadeiros, mas não podemos negar que seja cara demais.

Caso queira uma opção mais fácil de chegar e mais barata, você pode visitar a Cachoeira Loquinhas em Alto Paraíso que tem vários poços transparentes e fácil acesso.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

E caso esteja buscando uma aventura com muitas belezas pelo caminho e com um preço justo, você pode visitar o complexo das Cataratas dos Couros para ver a Cachoeira da Muralha, ou ir até o Mirante da Janela, ambos sem guia e com entrada em torno de R$30.

Vídeo do local

Vou deixar esse vídeo do canal Trips e Jobs para vocês verem a beleza da Cachoeira Santa Bárbara.

Compartilhe:

Leia também...